Sobre envelhecer

Só conseguimos alcançar a plenitude da vida abraçando quem somos. Lamento por qualquer pessoa que acredite no mito de que é possível voltar a ser o que já se foi um dia. A negação não é o caminho para uma vida plena. A plenitude reside em abraçar cada momento e tomar as rédeas do aqui e agora.
Você não é a mesma pessoa que era há dez anos. Se tiver sorte, tampouco é a mesma pessoa que era ano passado, o sentido de envelhecer, é mudar. Se permitirmos, nossas experiências poderão nos ensinar continuamente sobre nós mesmos. Isso, é motivo de celebração. De honra. De reverência. Sou grata por cada idade que tenho a bênção de alcançar.

(Oprah Winfrey)

O melhor que puder

Adotei essa "filosofia" de vida há alguns anos, que se for para fazer ou me dedicar a algo faria o melhor que pudesse. Mas, antes não era assim tive alguns empregos e sinceramente fazia somente o necessário, não via a hora de voltar para casa e hoje não entendo porque. Vejo muita gente fazendo exatamente o mesmo, como se a vida fosse se arrastando numa eterna obrigação contra vontade. Isso é bem triste, nosso trabalho onde passamos grande parte do tão precioso tempo, não poderia de jeito algum ser algo difícil de suportar.
Já citei aqui em um dos textos, sobre a resposta de Gisele Bundchen ao ser perguntada se ela tinha chegado tão longe por casa da sua beleza, ao que ela respondeu: "De jeito nehum! Cheguei até aqui por fazer sempre o meu melhor. Se eu limpar o chão você pode até comer sobre ele, entende o que quero dizer?" Talvez seja esse, realmente, o segredo do sucesso: seja o seu melhor!

O conto da águia

Quando estava na faculdade, certa vez simulamos entrevistas de emprego e alguém me perguntou como sentia naquele período da vida, respondi que me sentia como a águia do conto sobre renovação, onde ela arrancava as garras e quebrava o bico, para que pudessem nascer mais fortes e ela então viver mais. Todos conheciam a lenda, tivemos várias palestras motivacionais, mas alguns riram do que eu disse, falando que eu estava enfeitando a entrevista com uma "historinha triste", não me levaram a sério. Mas, falei exatamente como me sentia e acredito que muitos de nós se sintam assim, algumas vezes durante a vida. Passamos por processos ou fases dolorosas, difíceis e saímos renovados e mais fortes. Se você está passando pela parte complicada por assim dizer, esteja certo de que isso também vai passar.

O conto da águia
A Águia é a ave que possui a maior longevidade da espécie.
Vive cerca de 70 anos. Porém, para chegar a essa idade, aos 40 anos, ela precisa tomar uma séria e difícil decisão.
Aos 40 anos de idade, as suas unhas estão compridas e flexíveis e já não conseguem mais agarrar as presas das quais se alimenta. O bico, alongado e pontiagudo curva-se, as suas asas tornam-se pesadas em função da grossura das suas penas, estão envelhecidas pelo tempo.
Já se passaram 40 anos do dia em que a jovem águia lançou voo pela primeira vez. Hoje, para a experiente águia, voar já é bem difícil! Nessa situação a águia só tem duas alternativas: Deixar-se morrer…ou enfrentar um doloroso processo de renovação que irá durar 150 dias. Esse processo consiste em voar para o alto de uma montanha e lá se recolher num ninho que esteja próximo a um paredão.
Um local seguro de outros predadores e de onde, para retornar, ela necessite dar um voo firme e pleno. Ao encontrar esse lugar, a águia começa a bater o seu bico contra a parede até conseguir arrancá-lo, enfrentando, corajosamente, a dor que essa atitude acarreta.
Pacientemente, espera o nascer de um novo bico, com o qual irá arrancar as suas velhas unhas. Com as novas unhas ela passa a arrancar as velhas penas. Após cinco meses, a “Águia Renascida”, sai para o famoso voo de renovação, certa da vitória e de estar preparada para viver, então, por mais 30 anos.

Obs. Anos depois descobri que apesar da metáfora ser válida para várias situações da vida, o tempo que as águias vivem vai de acordo com as condições do meio ambiente delas, perdem as penas como qualquer outra ave, batem o bico nas pedras para ajustar o tamanho ou deixar mais afiados e não arrancam as próprias garras.
 

Não somos os mesmos

Sabe aquelas lembranças de vários momentos com alguém que não vê há muito tempo? Um amigo, um parente, um colega de trabalho... Elas não vão se repetir. Podem acontecer situações parecidas, os mesmos lugares, as mesmas pessoas, mas não será igual! Aquela pessoa não existe mais.
Da mesma forma que a gente muda sem perceber, os outros também não vão rir das mesmas piadas ou reagir da mesma forma numa situação que já aconteceu. A vida segue, e nós mudamos todos os dias, seja uma opinião, uma atitude, a forma de ver as coisas e as pessoas serão sempre diferentes de algum tempo atrás. A vida não pára, que bom que é assim!

Muito pra dizer

Ando meio sem inspiração pra escrever ou pesquisar algum assunto legal pra dividir aqui, as vezes até vem algumas ideias legais, mas não se sustentam à tempo de chegar e pensar em como colocar ela em palavras. Quando comecei a postar acreditava, como tanta gente acredita, que tinha muito pra dizer, que as pessoas precisavam saber minha opinião sobre diversos assuntos, mas não é bem assim.
São milhares e milhares de blogs, colunas e páginas com opiniões, reflexões, coisas pra mostrar, é muito concorrido mesmo! Por vezes não dá pra fugir do desânimo, mas desistir não é uma opção. Sempre digo que é preciso pelo menos tentar de alguma forma, então continuo aqui.
Sei que seguir uma página que não tem novidades quase todos os dias é chato, mas quem realmente gosta sempre volta a marcar presença :) Fica mais fácil seguir por email aqui do lado da página tem essa opção, você cadastra seu email, recebe uma mensagem para confirmação e todas as vezes que tiver postagem nova, ela vai pro seu email, assim estamos sempre presentes!