Não espere

Se tivesse que falar apenas uma coisa para todas as pessoas que conheço, seria: Não espere. A gente se comove com músicas e textos que dizem pra dar valor ao que é simples, não perder oportunidades de demonstrar ou falar o quanto alguém é importante, não deixar nada pra depois e ainda assim seguimos no piloto automático, só mudando de vida depois de sobreviver a algo triste ou ter uma grande perda! Não espere adoecer, não espere perder, não espere o depois pra vestir aquela roupa que há tanto aguarda uma ocasião especial, não espere alguém partir pra dizer o quanto é importante pra você, não espere para agradecer, não espere um certo dia pra comer ou beber o que gosta, soltar o cabelo ou pintar as unhas de vermelho! A vida é tão frágil, tão preciosa e nós apenas pontinhos de luz no universo. Por favor, não espere!

Quem precisa ser

Será mesmo necessário fingir ser outra pessoa para que as coisas fluam tranquilamente? Como assim? Muita gente cria um jeito de ser diferente pra se “encaixar", anulando a própria personalidade sem saber entender exatamente porque faz isso! Finge gostar, finge saber, finge ser, até que nem lembra mais quem é, do que realmente gosta, os sonhos que tinha... Não precisa. Li uma frase que dizia o seguinte: como no jogo tetris, quando tenta se encaixar você desaparece! É mais ou menos isso, o que te torna único é ser você mesmo, mais um clichê que é verdade. Sem os personagens que criamos, numa falsa ilusão de sobrevivência, somos completos! Somos exatamente o que precisamos ser, livres pra mudar, evoluir a qualquer momento, mas fiéis a nós mesmos.

Somos tão jovens

Ainda há quem diga que o mundo é feito para os jovens, mais ou menos 20 anos, magros e bonitos... Há quem diga que a música, a moda, o cinema e a TV se ocupam apenas dos jovens, mas não temos apenas gente na faixa dos 20 nesse mundo né! Não vai cair nessa minha cara, de que a sua idade tem prazo de validade, que é tarde demais pra começar, tentar, recomeçar, experimentar... Não! Você pode sim, sempre que quiser, enquanto existe vida, existe tempo.
Conheço mulheres que mudaram de carreira, fizeram tatuagens, se apaixonaram novamente depois dos 50. Não desista de você, não desista dos que te amam e sempre querem te ver bem. Já dizia Renato Russo: "Há tanta vida lá fora..." (aí dentro também)

Isso também vai passar

Todas as vezes que sentia precisar de uma mudança, ou que mudava de alguma forma, eu cortava ou pintava os cabelos, era minha forma de refletir visualmente o que já tinha mudado internamente! Hoje parece que não funciona mais, olho para todos os lados procurando o que fazer, o que mudar, algo que realmente me faça tocar, o turbilhão de emoções que caminha diariamente na cabeça da gente. São dúvidas, questionamentos, pontos de vista... Li que é importante assumir os próprios medos, não somos todos coragem, obstinação, ousadia, temos nossas sombras e a necessidade de aceitá-las para então conseguir vencer e só assim nos aceitar como pessoas imperfeitas que somos, que erramos, que podemos desistir, e sentir medos como todo mundo, sem medo de julgamentos ou qualquer outra coisa que faça a gente se sentir menor. Já me senti como se fosse a única a errar, a única a ter medo e é bem reconfortante saber que muita gente também se sente assim... Sabemos que o Sol vai voltar, que isso também vai passar, mas enquanto não acontece parece que acabou ali. Um passo de cada vez, um dia após o outro e sim, vai ficar tudo bem de novo.

Sobre ser feliz

"Você pode ter defeitos, ser ansioso, e viver alguma vez irritado, mas não esqueça que a sua vida é a maior empresa do mundo. Só você pode impedir que vá em declínio. Muitos lhe apreciam, lhe admiram e o amam. Gostaria que lembrasse que ser feliz não é ter um céu sem tempestade, uma estrada sem acidentes, trabalho sem cansaço, relações sem decepções. Ser feliz é achar a força no perdão, esperança nas batalhas, segurança no palco do medo, amor na discórdia. Ser feliz não é só apreciar o sorriso, mas também refletir sobre a tristeza. Não é só celebrar os sucessos, mas aprender lições dos fracassos. Não é só sentir-se feliz com os aplausos, mas ser feliz no anonimato. Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver a vida, apesar de todos os desafios, incompreensões, períodos de crise. Ser feliz não é uma fatalidade do destino, mas uma conquista para aqueles que conseguem viajar para dentro de si mesmo. Ser feliz é parar de sentir-se vítima dos problemas e se tornar autor da própria história. É atravessar desertos fora de si, mas conseguir achar um oásis no fundo da nossa alma. É agradecer a Deus por cada manhã, pelo milagre da vida. Ser feliz, não é ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si. É ter coragem de ouvir um "não". É sentir-se seguro ao receber uma crítica, mesmo que injusta. É beijar os filhos, mimar os pais, viver momentos poéticos com os amigos, mesmo quando nos magoam. Ser feliz é deixar viver a criatura que vive em cada um de nós, livre, alegre e simples. É ter maturidade para poder dizer: "errei". É ter a coragem de dizer:"perdão". É ter a sensibilidade para dizer: "eu preciso de você". É ter a capacidade de dizer: "te amo". Que a tua vida se torne um jardim de oportunidades para ser feliz... Que nas suas primaveras seja amante da alegria. Que nos seus invernos seja amante da sabedoria. E que quando errar, recomece tudo do início. Pois somente assim será apaixonado pela vida. Descobrirá que ser feliz não é ter uma vida perfeita. Mas usar as lágrimas para irrigar a tolerância. Utilizar as perdas para treinar a paciência. Usar os erros para esculpir a serenidade. Utilizar a dor para lapidar o prazer. Utilizar os obstáculos para abrir janelas de inteligência. Nunca desista....Nunca renuncie às pessoas que lhes amam. Nunca renuncie à felicidade, pois a vida é um espetáculo incrível".

Texto atribuído ao Papa Francisco