Culpando os outros

Todos nós já escutamos nossa mãe dizendo a respeito de nós mesmos: “meu filho fez isto porque perdeu a cabeça, mas, no fundo, é uma pessoa muito boa”.
Uma coisa é viver culpando-se por atos impensados que nos fizeram errar; a culpa não nos leva a lugar nenhum, e pode nos tirar o estímulo de melhorar.
Outra coisa, porém, é viver se perdoando por tudo que fazemos; desta maneira, nunca seremos capazes de corrigir nosso caminho.
Como agir? Não existem fórmulas. Mas existe o bom senso, e devemos julgar o resultado de nossas atitudes, e não as intenções que tivemos ao realizá-las. No fundo, todo mundo é bom, mas isto não interessa.
Disse Jesus: “é pelos frutos que se conhece a árvore”.
Diz um velho provérbio árabe: “Deus julga a árvore por seus frutos, e não por suas raízes”.
Autor: Paulo Coelho

Nenhum comentário

Postar um comentário