O Pôster

Há alguns dias, procurando pelos horários do cinema de uma cidade próxima (na minha cidade não tem cinema) topei com esse poster, nada contra a Branca de Neve, na verdade eu sequer vi o filme, não procurava e já tinha visto a mesma imagem diversas vezes na internet. Mas, dessa vez eu imaginei o poster nas paredes do shopping, aquelas que antecedem o cinema, todo grandioso, endeusado... De repente me ocorreu tudo o que as pessoas fazem para serem "endeusadas" desse jeito a aparecer em um poster gigantesco, com pessoas querendo saber que roupas você vai usar amanhã, quais são seus hábitos, quem são seus amigos...
De uma forma estranha (e eu não sei se isso é coisa só do Brasil), todos querem ser notados, a maior prova é o sucesso do youtube e tantas redes sociais, enquanto os que de fato tem a fama dos poucos (como em Hollywood por exemplo) fazem de tudo pra aparecer fingindo querer anonimato.
Quem não gostaria que alguém, que um dia talvez tenha te feito sentir menos importante, menos digno, um belo dia olhasse você em um poster gigante e meio sem querer cutucasse a pessoa do lado só pra dizer que um dia te conheceu pessoalmente.
Até que ponto o realizar de sonhos de tanta gente, (parece que todo mundo quer ser famoso) não passa de uma escravidão, gente que faz de tudo pra não ser apenas mais um... Sendo que a única verdade é realmente sendo famosos, notados, endeusados ou não, somos apenas mais um.
O que não significa que você não seja importante pra quem realmente importa.
Os que são famosos também são escravizados, os escravos do entretenimento, entenda você ou não eles estão lá exclusivamente para nos entreter, e hoje com tudo sendo tão passageiro e descartável, se vêem desesperados por mais e mais atenção, nem sempre vencendo pelo talento,(mais provável pelo número de plásticas) mas somos nós, os "invisíveis" que decidimos quem sai e quem fica.


Nenhum comentário

Postar um comentário