Capaz de me importar

"Não quero cair na rotina. Não quero ser escravizado por máquinas, burocracias e tédio.
Não quero me tornar um robô, um peão. Não quero me tornar um fragmento de pessoa.
Quero fazer meu próprio trabalho. Quero viver com (relativa) simplicidade.
Quero lidar com as pessoas, não com as máscaras.
As pessoas importam. A natureza importa. A inteireza importa.
Quero ser capaz de me importar."

(Ernst Friedrich Schumacher)





Nenhum comentário

Postar um comentário