Carteiro realiza sonho de menino que lia coisas do lixo

A solidariedade de um carteiro provocou uma corrente do bem nos Estados Unidos.
Enquanto entregava as correspondências, Ron Lynch viu um menino de 12 anos lendo panfletos publicitários tirados do lixo, porque a família dele não tinha dinheiro para comprar livros.
"Ele me disse que estava procurando qualquer coisa para ler e perguntou se eu não tinha alguns panfletos a mais", contou Lynch em entrevista ao jornal local Deseret News.
Sensibilizado com a história do garoto Mathew Flores, o carteiro fez um apelo no Facebook no dia 24 último - e pediu aos amigos que mandassem livros usados. A reação dos internautas foi muito maior do que o carteiro imaginava.
A história do menino de Sandy, no estado norte-americano do Utah, se espalhou depressa, pelo mundo inteiro.
Mais de 10 mil pessoas curtiram e 13 mil compartilharam o post.
Conclusão: chegaram aos EUA livros provenientes de toda a parte e Mathew já tem uma verdadeira biblioteca em casa.
"Já recebi ajuda do Reino Unido, da Austrália e da Índia", comemorou Lynch.
Agora a campainha da casa de Mathew Flores não para de tocar para entregar as encomendas especiais que o carteiro tem levado ao menino.
"Me disseram: 'Estes livros são para você'. Pensei que fosse um engano, mas, afinal, eram mesmo meus. Estou muito feliz", confessou o menino, que já prometeu ler todos os livros que recebeu e compartilhá-los depois com outras crianças. Para surpresa do carteiro, Mathew, com 12 anos, não quer aparelhos eletrônicos, não quer ficar sentado à frente da TV jogando. Ele só quer ler".

(Deseret News e Boas Notícias)

Nenhum comentário

Postar um comentário