Cientistas anunciam remédio que cura depressão e evita suicídio


Esperança para quem sofre de depressão e já pensou em tirar a própria vida.
A empresa NeuroRx, composta por inúmeros cientistas em Israel, divulgou esta semana uma notícia surpreendente: um remédio para cura total da depressão e para evitar suicídios.
A droga chamada ‘Cuclurad’ tem efeito rápido e contém os sintomas duas horas depois do início do tratamento, segundo os pesquisadores.
Os dados, divulgados no evento científico IATI-Biomed realizado em Tel Aviv, surpreenderam a comunidade médica mundial.
Outra novidade apresentada pelos cientistas foi a dissociação do suicídio como decorrente da depressão. Segundo a pesquisa, o suicídio ocorre devido a outros fatores cerebrais e deve ser tratado como doença.

O remédio

O tratamento inovador divulgado pela empresa está na segunda fase de testes e tem financiamento do Hospital Herzog em Jerusalém e da Universidade de Columbia, em Nova York.
O novo remédio é chamado de ‘Cuclurad’ e teve seu desempenho na pesquisa revisado pelos maiores especialistas de ciências da vida mudialmente.
O resultado foi incrível: o remédio pode ajudar médicos a tratar com mais sucesso a depressão e o suicídio e não se compara a nenhum outro tratamento vigente no campo médico, dizem.
“Este estudo representa um complemento importante para a literatura emergente sobre a manutenção da reposta clínica após o tratamento da depressão e do suicídio. O remédio pode ser administrado via oral e tem demonstrado segurança e tolerabilidade no tratamento de longo prazo”, ponderou o médico e professor Dan V. Losifescu da Escola de Medicina Icahn.
Segundo ele, o estudo é um marco no campo da neurologia mundial.

O teste

Os cientistas da empresa isolaram substâncias presentes no cérebro humano e identificaram a exata dosagem para controlar de forma permanente as doenças.
Em outubro do ano passado, a força tarefa da Associação Americana de Psiquiatria já havia divulgado testes iniciais com o novo tratamento.

Contra suicídio
O médico Jonathan Javitt, fundador e CEO da NeuroRX, afirmou que os estudos estão avançando para compreender melhor o funcionamento do cérebro e a decorrência de doenças psiquiátricas.
“Quando alguém morre de câncer, culpamos a doença e buscamos incessantemente a cura. Quando alguém suicida-se, a tendência é culpar o paciente. O que descobrimos é que o suicídio é causado por vias químicas do cérebro distintas das que causam a depressão”, ponderou o médico.
“O avanço é que o suicídio tem sido visto como um estágio final da depressão, quando, na verdade, é uma entidade clínica distinta que parece ser motivada por diferentes caminhos cerebrais dos que originam a depressão. As drogas atuais para tratamento da depressão tem efeito colateral de aumento de suicídios dos pacientes. Estamos ansiosos para continuar a fase de testes em humanos e provar a eficácia do nosso medicamento”, finalizou Jonathan Javitt.
A empresa que desenvolveu o remédio deverá obter a autorização e aprovação legal para fabricação da droga após o encerramento da última fase de testes, esperada para o fim de 2017.

Com informações timesofisrael.com

Um comentário

  1. Ótima novidade. Infelizmente o mundo atual está acabando com a gente. Temos que ter tudo em tão pouco tempo. Têm momentos que é difícil.
    Beijos :*
    Blog: www.tanoscript.blogspot.com.br
    Face: www.facebook.com/blogtanoscript
    Insta: @vanimonique

    ResponderExcluir