Maya Angelou

Maya Angelou nasceu em St. Louis, Missouri, Estados Unidos, no dia 4 de abril de 1928. Nascida Marguerite Ann Johnson, Maya era o apelido de infância e Angelou foi o sobrenome de um de seus maridos.
Maya publicou dezenas de coletâneas de poemas. Sua consagração literária, no entanto, veio com o livro de memórias “I Know Why the Caged Bird Sing” (Eu Sei por que o Pássaro Canta na Gaiola), de 1969, no qual narra a infância no sul racista de seu país natal. No livro, relata a infância traumática após sofrer um estupro aos oito anos, pelo namorado de sua mãe. A violência a deixou muda durante anos. O livro se tornou o primeiro best-seller de não ficção escrito por uma afro-americana. Outros cinco livros de memórias vieram depois desse. Foi poetisa, escritora, atriz, cantora, dançarina, roteirista e diretora.
Amiga de Martin Luther King e Malcom X, era conhecida como ativista pela igualdade racial e pelo movimento dos direitos civis. Inspirou a população negra e desafiou uma geração de homens e mulheres a olhar a sua raça não como uma deficiência, mas como um presente de Deus. Em 2010, recebeu de Barack Obama a mais alta condecoração civil americana, a "Presidential Medal of Freedom”. É dela a frase “Se você está sempre tentando ser normal, você nunca saberá o quão incrível pode ser”. Maya Angelou viveu com valentia e coragem e faleceu aos 86 anos.

"Aprendi que aconteça o que acontecer....
Aprendi que, aconteça o que acontecer, pode até parecer ruim hoje, mas a vida continua e amanhã melhora.
Aprendi que dá para descobrir muita coisa a respeito de uma pessoa observando como ela lida com três coisas: dia de chuva, bagagem perdida e luzes de árvore de natal emboladas.
Aprendi que, independentemente da relação que você tenha com seus pais, vai ter saudade deles quando se forem.
Aprendi que ganhar a vida não é o mesmo que ter uma vida.
Aprendi que a vida, às vezes, nos oferece uma segunda oportunidade.
Aprendi que a gente não deve viver tentando agarrar tudo pela vida afora.
Tem que saber abrir mão de algumas coisas.
Aprendi que quando decido alguma coisa com o coração, em geral vem a ser a decisão correta.
Aprendi que mesmo quando tenho dores, não tenho que ser um saco.
Aprendi que todo dia a gente deve estender a mão e tocar alguém.
As pessoas adoram um abraço apertado, ou mesmo um simples tapinha nas costas.
Aprendi que ainda tenho muito o que aprender.
Aprendi que as pessoas esquecem o que você diz, esquecem o que você faz, mas não esquecem como você faz com que elas se sintam.

(Maya Angelou)
Em 2010, recebeu de Barack Obama a mais alta condecoração civil americana, a "Presidential Medal of Freedom”. 

Nenhum comentário

Postar um comentário