Coração partido?

Sempre tenho uma amiga ou amigo com o coração partido e quem não teve? Aquela angústia que parece não ter fim, muitas vezes recheada com o nosso ego que também costuma ser bem grande e não admite que alguém possa rejeitar o que oferecemos. Ele, o ego, tantas vezes máscara a si próprio com dor de amor e na maioria das vezes caímos na armadilha.
Lembro de um conto do bardo da biblioteca de Hogwarts, que falava sobre três feiticeiras e um cavaleiro buscando uma famosa fonte da sorte, uma delas teve seu coração partido, mas não conseguia parar de amar o homem que a havia deixado, no caminho um dos obstáculos dizia para deixarem ali os tesouros do passado, então ela apagou de sua memória todas as lembranças felizes do seu amado, quando por fim chegaram a fonte, a feiticeira disse não precisar mais dela, percebia agora que seu antigo amor foi insensível e infiel, e era uma grande felicidade ter se livrado dele. 
Quantas vezes nos apegamos apenas as boas lembranças, esquecendo porquê tudo chegou ao fim? Nem sempre os pensamentos são nossos amigos e nem sempre conseguimos diferenciar ego ferido com coração partido.

Nenhum comentário

Postar um comentário