@maria.alinemoretto

terça-feira, 26 de novembro de 2019

Achados e perdidos do tempo

Ao mesmo tempo que hoje temos uma facilidade incrível para registrar os nossos momentos, com vídeos, fotos, áudios e publicar para centenas de pessoas, esses momentos por vezes são registrados mais para mostrar do que para ser lembrado como algo especial. Não me entendam mal, sou adepta das redes e da praticidade que a tecnologia nos proporciona, é só que muitas coisas perderam o significado especial que tinham ou poderiam ter.
Uma viagem, um momento, uma data, antes registrados e expostos na estante da sala, hoje acumulam espaço esperando por curtidas nas redes do mundo virtual. Ainda revelo fotos, ainda tenho porta retratos na estante, devidamente atualizados conforme o tempo passa e também agradeço muito não precisar de uma câmera de vídeo enorme e outra máquina para registrar os meus momentos, mas acredito que pelo menos alguns deles deveriam ser olhados e guardados de uma forma especial, duradoura, algo que na era moderna é tão raro.
Recomendo e espero também conseguir no futuro, ver o dia a dia de um jeito mais orgânico, por assim dizer, sem a necessidade de publicar imediatamente cada detalhe e viver de verdade intensamente cada momento. Ficar offline de vez em quando, viver no "analógico" de vez em quando, pode nos fazer muito bem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário